A vida seria um erro, se não existisse a música(Nietzsche). A vida é um erro, mas a música atenua este erro(O Caveira)

Isso, abaixo, seria a vida após a morte?

sábado, 23 de julho de 2011

Pérola de Uma "Amiga" Virtual

 Alguns racistas costumam dizer, "não sou racista, só que não tenho sorte com preto".
Eu digo, "não é que eu desdenhe os amigos, mas não tenho sorte com amizade".

O que? O problema está é em mim? E a comparação com os racistas é infeliz e pode suscitar suspeitas?

A minha primeira decepção orkutiana, depois de me isolar e ter tirado do seu rol um conterrâneo seu, o qual também fazia parte do meu rol, se justificou dizendo, que fez tal coisa por ser insegura, imatura e indecisa. Eu, a criticando muito, não a quis mais como amiga. Ela lamentou perder minha amizade(ai!). Mas o que ela disse  e fez sentido foi isso: "Não levo muito o orkut a sério".

Uma outra amiga orkutiana, a minha predileta por quase um ano, disse ao fazer um depoimento para um de seus amigos, o melhor deles, que se tornou sua paixão virtual, " muita gente acha que o mundo virtual é brincadeirinha, mas não é bem assim. Esse meu amigo é muito especial, nossa amizade só se estreitou, é cada vez mais sólida".

Essa mesma amiga, andou dando uma pisadas na bola, o que fez com que a excluísse.
Ela me acusou de ser carente, e muito, segundo ela!
Mas quem não é carente? A carência dela dever ser maior ainda, pois três meses depois, me procurou, dizendo que sentia minha falta e que eu era uma pessoa especial, entre outras coisas. E, desta vez, nosso contato se resumiu a apenas um mês. Descobri que ela era uma dissimulada, a excluindo novamente.

E já aconteceu comigo outros casos parecidos no mundo virtual. Ora, ou se é amigo ou não se é! Amigos não precisam ficar grudados um no outro, mas tem que haver um contato, um respeito. Eu não pego no pé de ninguém, não sou de ir atrás dos outros e detesto ser inconveniente. Portanto, não fico distribuindo e-mails a torta e a direita. Reconheço que muitos tem o que fazer. No entanto, se respondo a um e-mail, que é a forma que mais me comunico, depois da blogosfera, quero que me respondam também, tenho esse direito!

Em novembro, do ano passado, uma "amiga" dos tempos do orkut, me mandou um e-mail, falando sobre a morte da Ingrid Pitt.  Eu já sabia disso. Essa "amiga", que me tratava como se eu fosse um "rei", dizendo até que tinha mais afinidade comigo do que com seu irmão, não respondeu meus últimos dois e-mails. Falta de tempo? De modo algum, pois neste intérim, me enviou, num mesmo dia, 16 e-mails de textos. Tais e-mails são enviados também para outras pessoas. Se ela teve tempo pra fazer isso, por que não teve tempo pra me responder?  A critiquei, questionei sua amizade. Ela parece ter ficado aborrecida com minha atitude. Humildemente, me desculpei. Ela não me deu resposta.  Só voltou a me procurar recentemente. Relembrei do que aconteceu entre nós.
Leiam a pérola que ela proferiu, no primeiro parágrafo, e minha resposta, no parágrafo seguinte.



Se eu não escrever por muito tempo ou não mandar e-mails de texto frequentemente, ou demorar para responder ou até esquecer de responder, ou não tiver no pique de responder porque me sinto desanimada com algum problema; isso não significa que não gosto mais de uma pessoa, ok?  Chega desse assunto, é bola pra frente!!!!  rs

É isso aí, tudo é uma questão de conveniência. Cada um vendo seu lado. Sou diferente, pois dou atenção e satisfação para os meus amigos. Não gosto de vê-los nas nuvens, e nem gosto de ficar nas nuvens tb, tipo assim:o q houve? Por q tal pessoa sumiu?
Esse é o meu modo de ser amigo e de ter amigos. Felizmente, não sou de lua, mas o q mais encontro é gente de lua. No entanto, não levo mais a sério amizades. Let it be!

Ela me respondeu, rindo, que entendeu a mensagem.

Pessoas assim, de lua, cheias de caprichos, não servem para serem minhas amigas, e isso foi o que mais encontrei no meu caminho.


E eu acreditei em amizades virtuais... Não se deve mesmo levar a sério nem o orkut e nada no mundo cibernético. É tudo uma brincadeirinha sim... Minha ex-amiga estava errada!

16 comentários:

  1. Esse post me fez lembrar que recentemente me decepcionei também com a vida virtual. Mas aí que tá, a mesma pessoa também deve ter se decepcionado comigo. Porque na vida virtual as pessoas tem o hábito de banalizarem o "eu te amo" sem conhecer direito quem tá do outro lado, sem saber as prioridades da pessoa, e daí que um acaba se decepcionando com o outro né.
    E já desisti de entender muito as pessoas, porque baseada em mim mesma, nao há muito o que ser entendido. Deixo estar e saio de fininho, porque tanto eu quanto a pessoa sabemos quando já estamos demais.

    ResponderExcluir
  2. Cris, que coisa certa vc falou sobre banalizar o "eu te amo"; e tem tb o "linda(o)", "amor", "te adoro", "'vc é muito especial".

    Claro q tenho ciência q já decepcionei a muitas pessoas, seja no mundo pessoal como no virtual, mas tenho o orgulho de ser franco, de falar sobre o q gosto numa determinada pessoa ou não, e não uso palavras em vão.

    E sobre desistir de entender as pessoas, já desisti há muito, apesar de ainda certas atitudes me causarem indignação, daí desabafo.

    Obrigado, Cris!

    ResponderExcluir
  3. Amizades virtuais são complicadas ou amizades são complicadas???? Se relacionar sempre é problematico independente do meio, se é na escola, no trabalho, na família ou nos descaminho da net... Eu já me magoei, já devo ter magoado e sabe Deus mais o que vai ocorrrer.

    Acho que o melhor é viver nossa vida, tocar a bola pra frente... Sabe Senhor Verden eu queria gostar mais de cachorro que de gente, eles são mais constantes e fieis, as vezes acho que valem mais a pena!

    ResponderExcluir
  4. Pandora, a resposta é, amizades, no geral, são complicadas. Todos são complicados, menos eu, claro.rs. É brincadeira, viu?

    Sinceramente, tenho pena de cachorro, q é muito submisso ao ser humano. E prefiro bem mais um papagaio do q gente.

    Grato pelo comentário!

    ResponderExcluir
  5. Entendo bem do que você está falando. Acho que por isso fiquei tão reservada na vida virtual, porque aqui tudo é muito superficial. Tudo se dilui com uma facilidade imensa e comigo é assim, ou gosto de alguém, ou não gosto e quando gosto geralmente tento ser linear, mas isso é tudo o que não encontro na internet. Fico meio perdida, sem saber como agir e agora sigo a seguinte política: se me procurar bem, se não procurar, não vou sofrer mais. Porque realmente o que mais encontro é gente que some do nada, gente que me deixa no vácuo. Chego até a me questionar se ando fazendo isso também... Enfim, é complicado...
    Beijocas

    ResponderExcluir
  6. "Tudo se dilui com uma facilidade imensa"... Concordo com tudo q vc disse, Dama, mas, em certos dias tenho meus surtos e volto a ficar indignado com isso. Pior q alguns navegam ainda pelo mundo virtual, mas sem explicação nos isolam.

    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  7. Mesmo já tendo comentado, não posso deixar de endossar as palavras da Dama:

    "Tudo se dilui com uma facilidade imensa e comigo é assim, ou gosto de alguém, ou não gosto e quando gosto geralmente tento ser linear, mas isso é tudo o que não encontro na internet. Fico meio perdida, sem saber como agir e agora sigo a seguinte política: se me procurar bem, se não procurar, não vou sofrer mais."

    Palavras cheias de sabedoria Senhor Verden, tem muito de verdade!

    ResponderExcluir
  8. eu acho realmente complicado esse negócio de amizades virtuais porque tem pessoas que não são amigas, são apenas contatos superficiais e que te deixam como "enfeite" em orkut e facebook. Mas já aconteceu de eu realmente ter conseguido amizade por meio virtual, e muitas vezes até melhores do que com pessoas que conheço pessoalmente. É meio estranho isso...Mas por trás do mundo virtual, há pessoas reais...não podemos nos esquecer disso.

    ResponderExcluir
  9. Pandora, pode comentar à vontade. Gosto muito dos seus comentários.

    Tb consegui algumas amizades virtuias, Denise.

    Denise e Pandora, grato pelos comentários.

    Tudo de bom pra vcs!

    ResponderExcluir
  10. Decepcões sempreexistirao ao meu ver e principalmente na internet proque aqui somos o que queremos ser e podemos esconder o que somosde verdade, mas isso nao dura pra sempre e ai um dia deixamos escapar nossos defeitos e isso decepciona as pessoas. Já sofri muito tb, hj tento nao me aproximar tanto das pessoas e nao me abalo com tanta frequecia mais.

    ResponderExcluir
  11. É, decepções fazem parte da vida! Não estreito mais meus laços, só com raríssimas exceções. Como sempre digo, todo cuidado é pouco!rs

    ResponderExcluir
  12. Eu não sou muito de mimimi. Quando eu gosto, eu gosto. Mas também, a minha paciência só vai até a página 02. Se não tenho nenhum retorno, o livro é fechado!

    ResponderExcluir
  13. Também isolo, quando não há retorno, Ana.

    ResponderExcluir
  14. Olá sr. Roderick, boa tarde! Encontrei teu blog há alguns dias e confesso que me identifico em muitas coisas que escreve.Adoro ler fóruns e blogs[os que me atraem,claro],mas,não costumo comentar.Esse post me fez querer comentar, pois recentemente tem acontecido algo que não esperava ver com tanta intensidade.Há 7 anos e meio tenho um amigo virtual e ele é uma das pessoas em que tenho maior confiança e respeito.Era até então um homem bem solitário, como sou,e não faz um mês ainda, ele encontrou uma namorada.Fiquei feliz por ele,dei meu apoio e votos de felicidade.O que me tá me deixando com o coração doendo é que ele está
    "desaparecendo" e demonstra não estar se importando em nada com o desprezo que está causando com minha amizade.Pergunto o porquê de tanto "sumiço" e ele diz que é porque está com ela e que não tem vontade de ficar na net;não que ele deva continuar 24h no pc, não é isso, mas estou há dias sem ter notícias.Incrível como a maioria das pessoas trocam valores como trocam de roupa.Sequer vou pensar em conversar com esse meu amigo, ele já grande pra enxergar o que quer.Acabei desabafando,hehe.
    Gosto muito do que escreves.Até mais!

    ResponderExcluir
  15. Oi Denise.

    Desabafar faz parte e como faz!
    Ingratidão, inconstância, faz parte da característica humana. Certas pessoas nos sugam,nos iludem com palavras, e depois somem...

    Mas, Denise, com todo respeito, 7 anos e meio de amizade, vc não chegou a ter um sentimento mais forte q amizade por ele?

    Apareça sempre. Serás bem-vinda!

    ResponderExcluir
  16. Olá, não, nunca tive um sentimento mais forte que amizade, apesar de ser uma forte amizade.Ou não ser mais...não sei mais. hauhaua

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.