A vida seria um erro, se não existisse a música(Nietzsche). A vida é um erro, mas a música atenua este erro(O Caveira)

Isso, abaixo, seria a vida após a morte?

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Minha Luta

Roderick Usher

Verden Fell

Drácula

Stalin

Woody Allen

Curly Howard

Errol Flynn


Schopenhauer

Mais um dos posts que tenho pensado em fazer há dias, até há um mês... E vou tentar dizer algo...

Pra começar, o título seria "Minha Luta(Não sou tão ruim assim). Mas,é cada coisa que acontece, que cheguei a um ponto que, pensem mal de mim, me julguem mal, parece que virou lugar comum tal coisas, nada adiantando eu dizer que não sou tão ruim.

E, hoje, justamente ao completar mais um aniversário, pela primeira vez, num Supermercado, aliás, em toda minha vida, suspeitaram que eu estava furtando...
Fui, como é meu costume, num Supermercado, pesquisando preços. Olhei tudo rapidamente, e como sempre faço, iria em outro, comparar os preços, mas o Segurança me parou, mandando eu abrir o o guarda-chuva... Abri rapidamente, e ainda lhe mostrei meu bolso, dizendo: o  que vc quer mais? Sou honesto! É a primeira vez que me acontece isso... Vou chamar a polícia... Ele disse: "chame"...
Não chamei... Fui em outro Supermercado, com os preços mais baratos, e voltei até lá, pra comprar ovos, do mesmo preço. Mas não foi só por isso. Eu ainda estava querendo me defrontar com o tal Segurança. Entrei com as sacolas, das compras do outro Supermercado, e subindo a rampa do Supermercado citado, tive a impressão de ouvir uma voz: "ele voltou".

Procurei o gerente, para fazer a reclamação. Uma funcionária disse que ele não se encontrava lá, no momento. Insisti, dizendo que deveria haver alguém no seu lugar, com a sua ausência. Bem, ela me apresentou um sujeito... fiquei desconfiado ... fiz a reclamação. Ele não me convenceu.

Ao sair, a Segurança tinha evaporado... não havia ninguém ...

Acabei de reclamar, num site. Só faltava mais essa: eu ser suspeito de ser um ladrão, roubando coisas de um Supermercado!

Sempre apareço por aquela região, já que bebo num bar bem próximo ao local. Ainda pretendo voltar lá. Mas, mais preparado. Sem até fazer compras, a não ser que o preço esteja bem a conta. E tenho vontade de encarar o tal Segurança, acertar as contas com ele...

Sendo mais claro, tudo que acabei de relatar, foi o que aconteceu há pouco. Eu pensava mesmo em fazer um post com o título "Minha Luta", mas sem isso tudo que acabei de falar... mais uma coisa triste, que me revolta, na minha vida!


14 comentários:

  1. Bom... li todos os posts... se entendi certo... vc faz aniversario hj? ou nao entendi muito bem?
    Roderick... fiquei lendo e pensando... vc é uma figura surreal... um personagem de si mesmo, é interessante toda essa tajetoria sobre o que vc pensa, sente e realmente é...

    ResponderExcluir
  2. Sim, hoje completo mais um ano neste vale de lágrimas.

    Bem, não sou bem surreal, sou bem real, e , hoje, mais uma vez, senti que eu poderia me comprometer, entrando numa delegacia, coisa que nunca entrei, por causa do Segurança. Sou honesto, com muito orgulho! Mas , muito nervoso. Odeio a quem me incomoda com muita intensidade.

    ResponderExcluir
  3. Surreal: Significado popular: fora do comum, que foge da realidade.

    Sinônimos: irreal inacreditável exótico diferente implacável inimaginável inexistência

    Quis dizer surreal no sentido de diferente... uma personalidade interessante...
    Parabens para vc... e hj procure nao se estressar com o segurança, supermercado, barulhos ou qualquer outra coisa... se dê de presente a tranquilidade...
    Te desejo tudo de bom...

    ResponderExcluir
  4. Obrigado, Frida, muito obrigado mesmo!

    ResponderExcluir

  5. Estimado RV

    Meus sinceros parabéns, ainda que um pouco atrasado (rsrs), mas como diriam meus pais "Antes tarde do que nunca". Como adoravam encaixar nas falas os ditados populares aqueles dois...
    Por falar em meu pai, coincidentemente ele aniversariava no dia 29 de maio, só que ele nasceu em 1916 (vivo fosse estaria com 97 anos, contudo faleceu no dia 15 de maio de 1975 , aos 58 anos de idade, pois, tecnicamente, não chegou a completar 59 anos, pois partiu 14 dias antes do dia de seu aniversário, e lá se vão 38 anos de sua morte...).
    Meu pai costumava dizer e repetir aquela famosa frase ou pensamento de Rui Barbosa de que chegaria o dia em que os homens honestos sentiriam vergonha de sua condição, principalmente neste Brasil varonil...
    A situação no Brasil piora dia a dia, e, penso eu, devido a isto somos todos nivelados por baixo, daí sermos verificados e examinados
    em todas as situações cotidianas e corriqueiras, por todos os outros, a desconfiança é generalizada, a palavra de um cidadão nada mais vale, promessas não são honradas, é o país da impunidade, da corrupção, da roubalheira , da falta de saúde, educação, segurança, a justiça não funciona ( pensando bem, NUNCA funcionou, a menos que o cara ( e esse cara NÃO sou eu NEM é você, pois mesmo que tivéssemos dinheiro não agiríamos de maneira errada, pois somos de uma época em que os valores eram outros e a nossa educação familiar trilhou pelo caminho da dignidade humana acima de tudo! ) tenha muito dinheiro para pagar ótimos advogados e "compre" a sentença do jeito que lhe convém...) pagamos os mais elevados impostos do mundo e o retorno é zero.
    Bem, se o mundo é um lugar cruel, o Brasil é a "cozinha do inferno" deste mundo...
    Costumo dizer que o Brasil é um país B*****!!!
    Indago-me qual foi o nosso pecado mortal ( em vidas passadas, na visão de certas crenças ) para termos tido este castigo tão cruel de virmos nascer neste país denominado Brasil , pois se fosse me perguntando antes certamente EU não teria feito tal escolha, em detrimento da Finlândia, Dinamarca, Suécia, Noruega , etc.
    Você ainda está sendo muito bondoso para o Brasil classificando-o como de "terceiro mundo", pois na minha classificação ele está no quinto, posto que é de "quinta categoria".

    Abraços

    Vauxhall

    P.S.-Continuo sendo seu leitor assíduo , embora não comente em todos os seus "posts" !!!







    ResponderExcluir
  6. Caríssimo Vauhall.

    Seu comentário foi muito, mas muito pertinente. Interessante, que li, num encarte de um cd, não me lembro se foi do final do século passado, ou no começo deste, um músico do Amon Duul II(postei sobre o grupo em "Suicídio Coletivo de Uma Banda de Rock"), dizer que nos anos 70, o povo alemão(o grupo era da Alemanha) tinha uma preocupação enorme com política e guerra. Mas, nos tempos atuais, a preocupação era só com o meio ambiente. E ainda completou, que a vida foi boa com ele.

    Na Alemanha e nos países que vc citou, não há alta criminalidade, violência, nem um décimo, penso eu, de corrupção política. Há ordem nestes países.

    Agora, vc imagina bem, meu caro, eu vou falar rasgado, estou numa merda danada! Com o dinheiro contado, fazendo uma economia brava, sem perspectiva... a auto-estima fica bem baixa... e ainda desconfiam que sou ladrão...
    Só está faltando, suspeitarem que sou estuprador e pedófilo.

    Reclamei do Segurança, ontem num site, e , hoje, reclamei em outro, e até mesmo reclamei, através de um e-mail, no próprio supermercado, onde ocorreu o caso. Fiz duras críticas ao Segurança, e questionei a forma com que o supermercado, aliás, critiquei, age, com respeito a fiscalização, no caso, coisas como roubos de clientes, e a abordagem...

    Eu falei que pretendia voltar lá, mas não penso mais em fazer isso. Ontem, eu estava com a cabeça muito quente. Poucos quarteirões do tal supermercado, existe outro da mesma rede, posso fazer compras lá. Neste, não volto mais. Ontem, eu falei que iria voltar, pq eu estava de cabeça muito quente. Ainda estou muito indignado, chateado mesmo, mas não pretendo mais encrenca.

    Vauhall, muito obrigado por sua presença.

    Tudo de bom pra vc!

    ResponderExcluir
  7. Que legal!!!
    Mais um ano de vida. Que venham muitos além dos que já se foram.
    Parabéns e muitas alegrias sem problemas.
    Quando acontece isto, o bom mesmo é chamar um advogado e entrar nas pequenas causas que causa uma grande causa.
    Beijos!!!

    Feliz aniversário!!!! rsrsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  8. Janice, já fiz a denúncia, estou esperando a resposta, mas creio que sem testemunha, é praticamente impossível ganhar a causa.

    Te agradeço muito as felicitações, mas creio que cheguei a um ponto, que não vou ter mais alegria na vida. E acredito que este foi meu último aniversário.

    ResponderExcluir
  9. Nossa. Que situação triste.

    Nos sentimos como se fosse um lixo. E tenho certeza que outras pessoas que eles deveriam realmente verificar, fogem empanturrados de produtos.

    Ficaria revoltada. Tô revoltada por você. E não cola essa explicação de que o gerente não estava lá. Sempre a mesma ladainha. Sempre tem alguém para substituir... Meu irmão é trainne em um atacadista, e ele lida com tantas situações. Vou até perguntar o que ele faria caso um segurança fizesse isso com um cliente...

    Fica bem. Sei que nada tirará essa revolta. Mas saiba, esse cara terá o troco de alguma forma. E não precisará ser por você.

    Beijossssssss

    ResponderExcluir
  10. Acabei de receber uma mensagem de um site, no qual fiz reclamação contra o supermercado, e nada foi solucionado. Estou ainda aguardando resposta, neste mesmo site, já que pedi assistência jurídica, já que tenho intenção de processar o supermercado.

    Consultei um site de advocacia e até mesmo uma advogada, que faz parte dos quadros do site, no entanto, ainda não obtive resposta.

    Suzi, muito obrigado pela força!

    ResponderExcluir
  11. Deixe-nos a par. Não foi justo. Isso é um desacato a nossa alma.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. O supermercado é o EPA, o famoso EPA. Creio que vc dever conhecer.

    O pouco caso com o consumidor é tanto que mandei duas mensagens seguidas, no site do supermercado, reclamando do fato. Não fui grosseiro, mas exibi minha indignação. Não me responderam...

    Valeu, Suzi, muito obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aliás, há empresas que não tem qualquer respeito com consumidor nenhum.

      Esses dias, fui ao cinema e fui mal atendida, justamente na hora de comprar o ingresso. Estava com a cabeça quente e não deixei barato.: detonei a recepcionista. No outro dia, mandei diversos emails contando sobre o ocorrido.

      Eles me responderam dois dias depois. Foram solícitos, porém ficou por isso mesmo. Agora, se a menina sem educação continua por lá? Não faço a bendita ideia.

      ESpero. Que pelo menos, eles mostrem consideração. É o minimo.

      Fica bem.

      Beijos

      Excluir
  13. Estou ainda sem respostas, Suzi.

    Ando com a cabeça tonta mesmo. Escrevo demais, com muita prolixidade, e esqueço de alguns detalhes.

    Poucos dias, depois do ocorrido, lembrei que uma vez, um funcionário do mesmo EPA, quando eu ia saindo do supermercado, me olhou com desconfiança(não me lembro se era o mesmo funcionário).

    Uma das minhas suspeitas pela abordagem, é que costumo estar de jaqueta de frio, quando está fazendo calor. É o seguinte, moro em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. Onde moro é alto e frio. Evidentemente, que no verão, com muito sol, onde moro faz calor também. Mas ao chover ou em dias nublados, ou mesmo no inverno, às vezes está frio por aqui, aí eu saio com blusa. No entanto, mal saio de casa, noto que está fazendo calor. Mas fico com preguiça de voltar até minha casa e tirar a blusa. Moro nos fundos; tenho que abrir o portão da casa da frente, passo por um corredor, abro o portão da minha casa, subo uma escada e abro , finalmente, a porta da residência.
    E só tiro a blusa, quando o calor está insuportável mesmo. Evito carregar blusa. Então, pode ser que o funcionário já desconfiava de mim há muito tempo.

    No dia que ocorreu a abordagem, o tempo, realmente, estava frio. Eu estava com a blusa. Havia chovido muito na noite de 27.05. Chovei bem novamente, na noite de 28.05., e na madrugada do dia 29.05, dia que ocorreu o lamentável episódio. Quando eu saí de casa, não estava chovendo, mas o tempo estava muito nublado, então não me arrisquei a sair sem guarda-chuva, já que tinha que fazer compras e ando muito...
    E não choveu...

    Ele só mandou eu abrir o guarda-chuva, que é enorme, por sinal.

    Minha reação foi de ira, embora não ter proferido palavras chulas e nem tê-lo ofendido.
    Talvez até ele não tenha pedido para olhar o que eu tinha na blusa, de medo de eu ficar mais alterado... Já que além do meu nervosismo e indignação, a ameaça de chamar a polícia, abri o guarda-chuva com muita raiva, rapidamente, e tirei de um dos bolsos da minha calça, balas e óculos, que faziam volume, e disse algo assim, com muita agressividade: "quer ver isso também? Roubei alguma coisa?".

    Muito obrigado, Suzi. Valeu mesmo!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.