A vida seria um erro, se não existisse a música(Nietzsche). A vida é um erro, mas a música atenua este erro(O Caveira)

Isso, abaixo, seria a vida após a morte?

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Se Mostrando em Vídeos

Já vi pelo menos duas blogueiras se mostrando em vídeos. Em ambos os casos, opinei e gostei do que vi.
Mas, eu, particularmente, não penso em me mostrar.  E ao ver esses vídeos, me veio em mente que a LL poderia também se mostrar(se é que já não se mostrou...).

Nos vídeos das duas blogueiras, vi elogios à suas belezas, simpatias e vozes("voz sexy"). Não achei que houve excesso dos marmanjos. Porém, com a LL creio que haveriam elogios exacerbados.
Não falo como um homem apaixonado, falo como uma pessoa comum, imparcial, a LL é mais bonita, sensual  e tem uma voz(sensual também) mais bela ainda do que as tais blogueiras. Certamente, os "engraçadinhos" ficariam exaltados: "lindaaaaaaaaaaaaa!"... Beijos prolongados: beijosssssssssssssss.  Acredito até que, entre tantos elogios, haveria pedido de namoro e cantadas mais atrevidas.
Pelo que eu conheço dela, ela, repito, se ainda não se mostrou, se mostrará um dia em vídeo.

Mas, por que não penso em me mostrar em vídeo? A LL, uma vez disse que tenho problema com a minha aparência, por isso não me mostro. Tentei argumentar com ela, mas parece que não a convenci.
Realmente, de bonito e atraente, nada tenho(rs). Contudo, mesmo se eu fosse bem apessoado, não mostraria mesmo meu rosto. Soaria falso se eu dissesse que não gosto de aparecer, pois se eu não gostasse, não teria blogs e nem mostraria no meu perfil de blogger, o que sou, o que gosto, o que não gosto.

Por mais discreto que sejamos, temos a necessidade de interagir, de falar sobre nós. Todos que têm blogs e navegam em redes sociais, se tornam celebridades, não tanto como astros de cinema , músicos, jogadores de futebol, mas se tornam um pouco sim. No meu caso, sou uma espécie de celebridade underground, sombria e até um pouco misteriosa, mesmo eu revelando nos blogs e no meu perfil, o que sou. Não mostro meu rosto, mas revelo até minha estatura, minha (parca) condição financeira, etc... E suspeito que muitos não acreditam no que digo, que eu posso não ser o que digo que sou. Meus escritos são pessoais. Não exibo talento, até mesmo por não o ter. Eu sou uma celebridade excêntrica, tipo um vilão de filmes de terror, e os atores de terror não tinham glamour como astros de outros gêneros . Os atores de terror eram malditos, e até mal vistos. Assim que sou. Sou, igualmente, uma figura histriônica, que faz alguns rirem. Sou um comediante, e os atores cômicos também não são levados a sério(claro, não é?rs).

Quando eu estava no orkut , um dia, me deu na telha de exibir fotos minhas. Nunca tive mais de 30 pessoas  no meu rol de "amigos", e as fotos no meu álbum, eram visíveis apenas para quem estava no meu rol. Exibi uma foto minha, datada de 1980, na qual eu, muito barbudo e cabeludo, dou uma de bicha(rs), e outra com a minha ex-esposa e meus pais, no dia do meu casamento. As fotos não ficaram nem 48 horas expostas. Só uma pessoa comentou sobre elas(pessoa do sexo masculino). Como de costume, questionei minha atitude, por que me exibir, se não gosto disso?  Bem, isso foi uma alienação mental de momento,uma espécie de desvio de conduta(rs). E eu ,naquela ocasião, estava levando o orkut a sério, estava entusiasmado, minhas comunidades faziam um relativo sucesso... Parecia que eu quase estava me tornando popular.
Mas, a popularidade não me interessa, não é mesmo minha intenção se expor assim. Não curto multidões, turmas, nada coletivo. Aliás, não gosto nem um pouco de blogagens coletivas. Não curto, nunca curti, trabalhos em grupo.

Se eu fosse um ator ou músico, me exporia o mínimo. Se minha popularidade fosse grande, meu sofrimento seria maior, tenho certeza. Eu seria meio parecido com Kurt Cobain, Ian Curtis, Syd Barrett. E à partir do momento que você se torna uma celebridade, está sujeito não só a ser aplaudido, críticas também pipocam, e muitas delas, são destrutivas, levianas, para nos esculhambar, e não tenho paciência com isso. Eu seria capaz , dependendo do caso, de partir mesmo para uma agressão física. Betty Faria, quando estava no auge da juventude e beleza, foi criticada por um colunista, que implicou com o tamanho do seu nariz... Isadora Ribeiro, bonita da cabeças aos pés, teve seus seios esculhambados por um crítico, que teve a audácia de dizer que eram caídos... Nelson Motta falou que o saudoso Paulo Sérgio era o maior mentiroso do país, que mentia há anos dizendo que era cantor e compositor...

A meu ver, isso até é uma evolução na minha pessoa, pois não gosto mais de aparecer, como gostava na minha adolescência. Nesta fase, eu gostava de vestir roupas deslumbrantes, camisas com mensagens ou fotos que chamavam atenção, hoje, não curto nada disso. Não quero notoriedade, quero paz. No entanto, muitas pessoas continuam a viver como se fossem adolescentes. Ao ler sobre Transtorno de Personalidade Histriônica, li que os artistas sofrem disso, mas desde que não prejudiquem aos que estão em sua volta, mais precisamente os fãs,  não há mal em ser assim. O TPH é danoso, prejudicial para o cidadão comum, ou melhor, para quem convive com pessoas que sofrem desta anomalia.

Mais uma conclusão a respeito da minha paixão pela LL: eu, um ator pobre, uma mistura de astro de terror e comédia, desajeitado, feio, canastrão, me apaixonei por uma bela e talentosa atriz, muito sensual e sedutora; eu, um Woody Allen sem talento, iletrado, me apaixonei por uma Monica Belluci intelectual...
Me lembrei até do filme "O Corcunda de Notre Dame". O affair tinha que malograr mesmo, não?rs
Todavia, estou mais prudente e humilde também, não caio mais em ciladas amorosas. Pela primeira e última vez me apaixonei por uma atriz.

Encerrando, há uns dois, três meses, que não visito o blog da LL, devido a isso, não tenho sofrido, afinal o que os olhos não vêem o coração não sente, e tenho certeza que se eu voltasse a navegar por lá, não gostaria do que veria, como na última vez que apareci por lá, e vi um blogueiro dizer: "saudades..." um abraço, bem apertado, viu?". Quase que fui em seu blog e disse: "Um soco na sua cara,, e bem dado , viu?".rs
Isso que dá se apaixonar por uma atriz, ficar a fim de uma mulher que está bem longe do nosso alcance.
Não, não vou mais até seu blog. Confesso que tenho um pouco de curiosidade, mas minha prudência é maior. "A curiosidade matou o gato". Chega de sofrimento!


16 comentários:



  1. Caro Roderick Verden

    É isso : " Longe dos olhos, longe do coração " !!!

    Quem sabe, você não seja o Charles Bukowski , brasileiro ?

    Abraços

    Vauxhall

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vauxhall, Falando em coração, me desculpe a indiscreção, mas como você está com a sua paixão virtual?

      Que ignorância a minha, eu não conhecia o Bukowski. Acabei de ler uma biografia dele, graças a sua dica. Gostei demais do homem.rs. Tem muito a ver comigo mesmo.rs. Só que não sou poeta e nem bebo em excesso, apesar de beber diariamente.

      Vou pesquisar mais sobre ele.

      Muito obrigado, Vauxhall.

      Tenho outro blog, não sei se você já o conhece. Nele , eu também reclamo muito.rs. E tenho um outro blog, no qual posto fotos de atrizes e/ou modelos.

      Bom final de semana!

      Excluir

    2. Caro Roderick Verden

      Infelizmente minha paixão virtual, a VTR se foi.
      Não nos vemos mais pessoalmente - ela teve que seguir o caminho dela, seus sonhos, etc. - e eu sempre dizia e escrevia e registrava tal dito popular "Longe dos olhos, longe do coração" e a VTR não aceitava isto, dizia que era bobagem minha e tal.
      Mas sim, é a pura verdade!!!
      No mundo virtual eu evito, igual a você, quaisquer contatos com a VTR, pois em diversas ocasiões constatei vários comentários dela em coisas alheias e ao mesmo tempo ela totalmente me ignorava, deixando de responder meus e-mails , SMS, e por aí vai. ISTO ME MAGOAVA PROFUNDAMENTE, esta falta de apreço por parte de quem dizia - palavras dela - me amar e me querer muito - (bela maneira de demonstrar, não?)- , apreço mínimo que fosse, para a minha pessoa, enquanto outros recebiam todas as suas atenções e gentilezas. Caberia aqui outro ditado: Santo de casa não faz milagre!
      Deixei para lá. Não tenho mais contato com ela, nem real nem virtual.
      Se eu a amo? Sim, cada dia mais e mais.
      Não passo um só segundo do dia em que não pense nela.
      Masoquismo? Talvez.
      Obsessão? Com certeza.
      É isso.

      Ótimo final de semana para você, também.

      OBS(1): Não considerei indiscrição sua, em momento algum. Muito pelo contrário, você demonstrou apreço, interesse e preocupação pelo seu semelhante, coisa raríssima hoje em dia, tanto no mundo real como no virtual.
      OBS(2): Sempre digo que nada acontece por acaso. A VTR trouxe algo muito bom para mim, ela tornou-se minha musa, e a partir (ou motivado) por esta paixão, por esse, como eu mesmo defino "Louco Amor", passei a me dedicar a escrever alguma coisa, poemas , poetrix , cartas e muitas e muitas coisas , só para mim mesmo e para ela, sem nenhum outro objetivo a não ser o de registrar aqueles momentos, ora de felicidade ora de muita tristeza , mas uma maneira de se crescer como ser humano , de alguma modo, tornando-nos mais sensíveis para as coisas belas ( músicas, poemas, prosa , pinturas, etc.) neste mundo atual tão maluco e brutal.

      Abraços.

      Vauxhall


      Excluir
    3. Sinceramente, Vauxhall, muito bonito seu relato, demonstrando muita sensibilidade e dignidade.
      Seu sentimento é raro, pois você ama alguém, que pelo seu relato, parece não te amar. E me desculpe novamente, mas me bate uma curiosidade de saber como é sua aparência. Respeito sua privacidade, mas ela se parece com alguma atriz? Como ela é? Se não quiser responder, compreendo.
      O que acho desagradável, no seu caso, é que parece que você está sofrendo, ou você está tranquilo e nem esquenta mais a cabeça com ela?

      Quanto à LL, ela até que respondia meus e-mails, no entanto, ela tem preferido navegar na blogosfera, exibindo sua simpatia e seus conhecimentos gerais. Ela prefere a companhia de poetas e intelectuais. Essa é a turma dela. Eu não sou nem uma coisa , nem outra. Cansei de ver a mulher que gosto sendo paparicada. Penso que um homem, sendo heterossexual, quando diz para uma mulher, "um abraço, e bem apertado, viu?", é pq tem segundas intenções, nada de amizade pura e nem de interação. Não tolero isso!

      Prezado Vauxhall, muito obrigado por sua presença.

      Excluir

    4. Caro Roderick Verden

      Estive ausente por três longos dias.
      Retornei hoje.
      Estava recluso justamente reavaliando está situação.
      A VTR não parece com ninguém que eu pudesse indicar para dar uma ideia da aparência dela.
      Ela não é muito bela, porém também não é feia, digamos que é de uma beleza simples, natural, olhos e cabelos escuros, pele morena, estatura média, de corpo é bem feita mas não de chamar a atenção. Contudo sua beleza maior é a da alma, do espírito.
      Ela é muito séria, até mesmo um pouco introspectiva e misteriosa...
      Ela é muito inteligente, cientista e intelectual, mas muito reclusa, vive em um mundo bastante particular.
      Sabe, é difícil descrever a aparência de quem se ama, pelo menos para mim , tenho uma tendência a ora exagerar, ora esquecer detalhes, já não sei bem...

      Sofrendo eu estou, muito mesmo, machucado, abatido, mas com a esperança de que eu um dia venha a superar esta fase, restando uma sensação de que tudo foi apenhas um sonho , uma fantasia , restando apenas uma doce lembrança de uma quadra.

      OBS: - Eu tenho quase uma certeza - a VTR tem uma dificuldade imensa de demonstrar, administrar , enfim, sentir e vivenciar sentimentos , o maior medo dela é o de se machucar em uma relação , de que o amor vivenciado está fadado a morte, por isto ela prefere que tal amor fique apenas em um plano das possibilidades...

      Abraços

      Vauxhall

      Excluir
    5. Espero que você consiga superar o mais rápido possível.
      Você fala em louco amor, em sonho e fantasia... Penso igual, no meu caso com a LL, que também é meio misteriosa, e gosta de mistérios, como ela mesmo disse. É inteligente, intelectual, mas não é reclusa.

      Sobre a sua observação final, penso que a LL, apesar de dizer que quer ter alguém fixo, tem medo de se entregar, sintetizando, não confia nos homens. Também , percebi que, mesmo tendo dito, uma vez, no seu perfil orkutiano, que o homem ideal, seria o que soubesse compreender as imperfeições dela e ela as dele, ela quer , realmente, é um Super Homem, ou um pai bem compreensível, super protetor.
      E estou longe de ser isso; não passo de um pé rapado, cheio de limitações. Dei um passo maior do que a perna, ao me apaixonar, ao querê-la.

      Sobre aparência, não sei se você já leu, ela se parece com a Malu Mader. Interessante, que , de uns dias pra cá, tenho pensado uma coisa que nunca havia pensado: nunca fui fã da Malu Mader, embora gostasse dela, que é bem simpática e ótima atriz. Acho-a bonita, mas nem tanto; sua aparência não me chamava atenção. Ela é discreta e, na minha opinião, não é sensual. Já a LL, além de ser bem mais bonita, é muito sensual. Foi depois que comecei a gostar dela, que passei a admirar mais a Malu Mader.

      Vauxhall, muito obrigado pela sua presença.

      Apareça mais!

      Excluir
  2. Eu nunquinha que vou fazer vídeo para colocar na Internet.Nem foto eu gosto de colocar em público. Fico até com uma dor porque uma vez deixei uma blogueira colocar uma foto minha na Internet.

    E não coloco porque deteeeesto aparecer em fotos públicas. A maioria me conhece pelas fotos no Facebook. Quem vê cara não vê coração. E eu escrevo com o coração.

    Eu sempre isolei as pessoas que ficavam pedindo para eu colocar foto e tal. Acho que as pessoas tem de se preservar. Se eu ( antes de pensar em ter blog ) soubesse como funcionava este mundo virtual, nunca ia usar meu nome verdadeiro e nem ia colocar foto minha em nenhum lugar. Ia ser Fake. Garanto que ia ser uma Fake feliz.

    Tudo de bom para ti Roderick.

    ResponderExcluir
  3. Nas você já foi fake, Iza, a Dhona Borboleta. É que você muda demais.rs

    Tudo de bom pra você também, Iza.

    Bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu mudo tanto mesmo! Mudei tanto que até ia esquecendo que já fui a Dhona Borboleta... (risos)

      E aproveitando para responder sua pergunta curiosidade lá.

      Não eu não dizia que não estava. Aconteceu assim: Elas já sabiam que eu não recebia visitas ( um fiasco ) pois dizia isso a todo momento para todo mundo e com medo de que fossem me visitar.

      Quando adoeci e por ter sido uma doença grave, várias ligaram para mim se oferecendo para ajudar a cuidar, acompanhar e todas aquelas coisas que os amigos querem fazer.

      Eu dizia que não precisava, que minha filha ficava, que minha mãe já vinha e que marido também cuidava.

      Aí elas ficavam sabendo notícias minhas pelo telefone, facebook ou ( raramente ) quando eu retornava da clínica onde fazia o tratamento e encontrava alguma pelo caminho.

      Como fiquei afastada do trabalho e o tratamento foi feito em uma clínica particular porque eu tinha convênio, sentia-me muito só.

      Como sou muito contraditória sentia vontade de estar com os amigos e que eles ligassem para mim, mas não queria visita. mas sentia falta deles.

      Você deve ter notado pois acompanhou o blog que escrevi sobre o tratamento, que eu andava praticamente sozinha e até meu médico dizia que eu tinha que aprender a dividir as coisas com as pessoas.

      Acho que há em mim um excesso de individualismo.

      Uma boa semana Roderick. Tudo de bom para você!

      Excluir
    2. Ok, Iza, entendi.

      Eu também sou bem individualista. E tem gente que fala que individualismo é o mesmo que egoísmo. Não concordo. Não me considero egoísta; embora eu esteja longe de ser altruísta.rs

      Uma boa semana e tudo de bom pra você também.

      Excluir
  4. Senhor Verden, duas de minhas amigas já fizeram videos, eu fiquei doida de alegria quando as vi, porque são lindas, inteligentes e eu tenho um grade afeto por elas.

    Junto com duas amigas estou montando um projeto no qual vamos falar sobre livros, autores, filmes, coisas assim, ai o senhor vai conhecer minha voz de pernambucana, porque sim, desde já o senhor está intimado a ouvir viu?!? Eu não costumo intima ninguém a está presente em nada na minha vida, ao menos que se trate de parentes, é seu caso, chore, lamente, mas quando eu anunciar o cast escute viu!!!

    E sim, sobre o senhor e a LL eu já nem tenho mais o que dizer, senhor tio Verden, esse seu ciumes... Ai... Enfim...

    Cheros Tio, boa semana para o senhor, se cuide!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi sobrinha. Já estou bem ansioso em te ver no vídeo.
    Você é uma pessoa extremamente simpática. Aceito a intimação.rs

    Quanto a LL, namorar uma mulher como ela, é como estar numa guerra constante, interminável. Muitos homens estão a fim dela. Guerreando, mato um... depois aparece outro, outros... Quando a guerra parece terminar, surge outro a querer conquistá-la, e tenho que novamente matar... Chega de guerra, prefiro viver em paz!

    Bom domingo e uma boa semana para você, sobrinha Pandora!

    ResponderExcluir
  6. Já eu sou uma exibida por natureza. Todos do meu convívio sabem que adoro aparecer, sou exibida mesmo, mas paradoxalmente sou bastante antissocial e sou tímida. Então quando estou no meu momento exibida faço coisas que normalmente não faria. Costumo dizer que são meus momentos artísticos... rs.

    Mas não sou uma sem noção, sem bem que em alguns momentos, se exibir ficar só ridículo, então me recolho... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Oi Dama, vou te confessar: você é uma das blogueiras, que citei no post.rs

    Interessante, já conheci muita gente, tanto pessoas comuns, como no meio artístico, que se dizem tímidas, mas não levam jeito, como no seu caso.rs

    Não critico a pessoa querer se mostrar, ainda mais se ela for alguém agradável, com carisma, como você e a outra blogueira, que citei neste post. Mas, se for uma paixão minha, não gosto nem um pouco que ela se exiba.rs
    Creio que você entendeu o chato aqui, não?rs

    Muito obrigado por sua presença, Dama.

    ResponderExcluir
  8. Obrigada por seu uma das blogueiras citada! Fico feliz em saber!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  9. Fico mais feliz com sua presença, Dama.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.