A vida seria um erro, se não existisse a música(Nietzsche). A vida é um erro, mas a música atenua este erro(O Caveira)

Isso, abaixo, seria a vida após a morte?

sábado, 19 de maio de 2012

Falta de Cortesia? Preconceito? Ou Apenas Um Direito da Pessoa?

Apesar da minha fama de genioso, me acho até um sujeito flexível, aberto ao diálogo.
Mesmo sendo introvertido, não tendo o costume de procurar as pessoas, trato-as com muita cordialidade, ao ser procurado por elas.

E mesmo se eu não simpatizar com uma determinada pessoa, se ela me dirige a palavra, sou receptivo.
Uma coisa que já ocorreu um tanto de vezes comigo, foi acabar gostando de pessoas que antes , de principio, eu não me simpatizava. Mas, infelizmente, nem todo mundo é assim, certas pessoas são tão radicais que não dão mesmo chance a outras, rejeitam mesmo amizades ao não ir com a cara de outrem. Algumas são secas e outras, até, grosseiras. Ah, existem até as que nem respondem, quando a pessoa não simpática a elas,  dirigem-lhe a palavra. O olhar também costuma condenar... Isso seria falta de cortesia? Preconceito? Ou Apenas Um Direito da Pessoa?

No mundo virtual, já percebi isso. Quando eu estava no orkut, tive poucos " amigos", o máximo que consegui angariar foram 30 pessoas. Era bem mais comum pedirem minha adição do que eu pedir a de outrem.
E adicionei a todos que me queriam como "amigo". No entanto, algumas pessoas são cheias de regras para adicionar outras. Até compreendo o receio das mulheres,  por exemplo, adicionar um exibicionista não é muito saudável e muito menos, uma pessoa que tem o perfil grosseiro. Porém, não concordo com os que não adicionam fake, os que não adicionam não fakes(é, até isso eu vi, quando estava no orkut) e os que adicionam só pessoas as quais conhecem pessoalmente.

Na blogosfera, também é mais comum descobrirem meus humildes blogs, seguindo-os e/ou comentando, o que muito me honra. Mas , algumas vezes acontece, de eu ao clicar numa pessoa, gostar do seu blog ou do assunto do post, opinar, e sempre com educação. Contudo, alguns não dão retorno. Entendo  o costume de muitos não responderem os comentários, nada contra isso. Outros preferem dar retorno no próprio blog da pessoa a qual fez o comentário. Há os que não são de comentar, mas nos seguem ou colocam o link do nosso blog. E existem os que não dão retorno algum.  Sempre quando vou nos blogs que sigo, me deparo com algumas pessoas assim, as duas que mais eu encontro são um blogueiro e uma blogueira, seres maduros, e que proferem comentários simpáticos, mas não deram retorno à minha humilde pessoa, quando visitei seus blogs. Será que escrevo tão mal?  Será que sou tão prolixo?(rs). Será que sou tão antipático/chato? Será que assusto as pessoas? Será que aparento não ser alguém confiável? Ou será isso tudo que acabei de questionar?rs. A atitude dessa gente seria falta de cortesia?  Preconceito?  Ou apenas direito delas?
Seja qual for a resposta, não gosto nem um pouco de gente assim. Pra mim, elas são do tipo de gente que pode perder suas mãos, suas pernas, a visão, não obstante, aquele "toquinho" de gente aleijada por fora e, quem sabe até por dentro, não perde o orgulho, a soberba.

O que acham disso?  Tenho razão ou não?  Estou sendo radical?  Estou muito exigente?


25 comentários:

  1. Roderick, depois eu venho comentar tanto esse texto quanto o texto anterior. Gostei do tema, mas agora estou numa correria danada dando uma de "Amélia" quem nem vai dar para ficar na Web. Nem os comentários lá no blog eu consegui responder ainda
    Gostei do tema e do outro também. Depois venho dar "palpite".

    Beijos e um ótimo fim de semana"

    ResponderExcluir
  2. Ai Roderick, vc me assustou agora? Me ajude com sua experiencia de blog...

    Eu criei o blog pra relatar e desabafar o que estava e esta acontecendo em minha vida, isso foi uma coisa totalmente nova pra mim, não sei escrever direito e meu portugues é simples e fraco (as vezes sou obrigada a recorrer ao Aurelio pra decifrar coisas que vc e outras pessoas escrevem...rsss), sempre me perguntei sobre como lidar com os comentarios e acho que somente por duas vezes respondi no proprio blog, agora lendo seu post, fiquei com medo que me achem assim justamente por não responder os comentarios. Vc acha que o correto e educado é responde-los? Se sim vou fazer isso a partir de agora. Me de essa orientação pq não quero ser vista como uma pessoa descrita acima. Fico na espera heim? Forte abraço

    ResponderExcluir
  3. Iza, ok , te aguardo e vou te cobrar(rs). Entendo bem o que vc disse, claro.

    Fabiana, me desculpe se eu rir(rs), mais simples que meu português, duvido existir, mas existe, claro, o que não é seu caso.

    A maioria dos blogueiros , ou quase isso, não responde os comentários, e não os censuro por isso. O que eu quis dizer, por favor, me desculpe, leia com mais atenção, é o pouco caso, coisa que vc, não tem , de forma alguma.
    Quem dera se todos fossem com vc, Fabiana, falando sério.
    És atenciosa, simpática, e adoro o modo como vc conduz seu blog, e as visitas que fazem no meu. Deu para entender?rs

    E, mais uma vez, desejo tudo de bom para vc, seu marido e seu menino!

    ResponderExcluir
  4. as visitas que faz no meu blog. sorry

    ResponderExcluir
  5. Caro RV

    É apenas uma coisa e somente uma única coisa : FALTA DE EDUCAÇÃO!!!
    Somente isto - Tanto no mundo REAL como no VIRTUAL não se ter o retorno de um contato é somente isto.
    -No mundo REAL já passei pela experiência de me dirigir a uma pessoa, estender a mão e não ter o devido retorno...
    -No mundo VIRTUAL já passei pela experiência de enviar mensagens para "amigos" e não receber retorno algum...
    O grande Nietzsche já registrava que a palavra mais ofensiva e a carta mais grosseira são melhores e mais educadas que o silêncio;
    Ressalvo apenas certas situações no mundo VIRTUAL em que há verdadeiros mal entendidos entre o que é escrito de um lado e o que entendido no outro extremo.
    No mais, quer no REAL quer no VIRTUAL é apenas isto : FALTA DE EDUCAÇÃO.
    Refiro-me a EDUCAÇÃO que vem do berço, a da família, não a EDUCAÇÃO das escolas, das faculdades e das universidades.
    Há muitos ditos "doutores" extremamente mal educados - no relacionamento com os demais seres humanos - do que outros de nível, digamos, escolar e intelectual que não lhes permitem receber tal título de "doutor".
    Resumindo: Não se trata de nível de estudo ou de classe social, apenas de FALTA DE EDUCAÇÃO, DA EDUCAÇÃO DO BERÇO, DOS PAIS...
    Desculpem-me pelos meus comentários prolixos...

    Um abraço a todos!

    Vauxhall

    ResponderExcluir
  6. Prezado Vauxhall,

    Seus comentários nada tem de prolixos. E quem sou eu para censurar prolixidade.rs

    Seu comentário a esse respeito foi muito importante, mas, eu, particularmente, apesar de ter questionado, querendo opiniões dos que navagem nos meus blogs, acho que vai mais ainda do que falta de educação... adicione preconceito, orgulho, aquela coisa: "não converso com qualquer um...". Os que não se misturam, e como eu disse, perdem tudo, até todo ser corpo, mas não perdem o orgulho.

    Muito obrigado, Vauxhall.

    Apareça sempre!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado RV

      Concordo com você! E discordo também...rsrs
      A polêmica está ótima!
      Daí eu pergunto: Essas pessoas que tem esses preconceitos, que não conversam com qualquer um, que não se misturam, tem orgulho e soberba, perdem o corpo mas não perdem o orgulho e etc. são assim por não terem recebido a devida "educação" paterna de valores corretos de humildade, aceitação das diferenças, e tantas e tantas outros "bons modos" ou são assim por natureza? Ou por seus pais/familiares não terem ensinado os bons valores? Ou justamente por tais pais terem ensinado a estes filhos que eles são melhores que os outros, estão acima, são "la crème de la créme" ?
      É, a situação é difícil...
      Por um lado pode ser apenas falta de educação...
      Por outro pode ser da natureza da pessoa...
      Ou pode ser as duas coisas juntas...
      Já não sei mais...Você RV levantou uma grande questão.
      Para ilustrar: recentemente soube de um "colega" que não se senta à mesa com o pessoal da limpeza lá do meu local de trabalho para tomar café, logo ele, que pela sua religião e pelo o que ela prega deveria agir justamente de maneira diferente...(Não estou criticando nenhuma religião, cada um com a sua, com os seus valores e ritos). Eu me considero sem religião. O que eu procuro seguir - e não pretendo ser nem melhor nem pior do que ninguém por isto - é ajudar ao próximo , considerar a todos como irmãos , não prejudicar ninguém, não fazer diferença entre ninguém em questão de classe, religião, raça, riqueza ou a falta de tudo isto. Difícil? Claro? Somos humanos e somos muitas vezes traídos por "coisas" que estão bem escondidas nos recantos escuros de nossa mente...Mas cumpre-nos tentar. Pelo menos isto, tentar.
      RV, valeu pelo questionamento levantado!!!

      Um forte abraço

      Vauxhall

      Excluir
    2. Vauxhall,

      Muito sensato seu comentário. O ser humano é muito complexo. Quer preconceito mais estúpido do que o de cor? E aqui, no Brasil, é maioria é racista, uns em maior outros em menor grau.

      Muito obrigado!

      Bom domingo!

      Excluir
  7. Entendo que nesse mundo virtual (e também no real), fazemos trocas. Sorrisos geram sorrisos, gentilezas geram gentilezas, visitas geram retribuição... É muito importante essa reciprocidade. Você é muito educado em seus comentários e uma visita que tenho prazer em receber.
    Esses dissabores que mencionou acontecem com todos nós. Só não respondo a todos, dentro dos meus blogs, porque não teria condições para isso. Mas se me perguntarem alguma coisa ou não entenderem alguma colocação, certamente vou me manifestar.

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Vc é educadíssima, Marilene. É uma pessoa extremamente simpática, que cativa a todos.

    A vida, realmente, é uma troca. Pena que alguns não gostam de fazer trocas, preferem só receber, não gostam de dar.rs

    O casal maduro , que eu citei no post, frequenta seu blog.rs

    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  9. Olá, Roderick!

    Voltei com séculos de atraso ( risos )

    Eu noto sua cordialidade e respeito para com as pessoas e isso me faz sempre ler você pois como tenho um gênio um pouco parecido com o seu não suporto as pessoas grosseiras.

    Eu não lembro de ter sido grosseira com as pessoas das quais não tenha interesse em interagir na web ou conviver na vida cotidiana, mas costuma ficar evidente o fato de eu estar gostando ou não de algo pois sepre falo.
    Nos blogs já vi pessoas e até comentei em textos em que a pessoa nem me dirigiu a palavra, mas procurei pensar que algum motivo ela tinha para isso e com preguiça de entender qual era o motivo preferi cair fora.

    Eu realmente não tenho problemas em adicionar pessoas que não conheço pessoalmente, mas tem muita gente que tem esse problema e não percebem que o maior perigo pode estar exatamente naqueles que conhecem pessoalmente.
    ...

    ResponderExcluir
  10. ...
    Roderick vou te contar que quando comecei em 2008 lia um blog cujo blogueiro nunca comentou em nenhum outro blog e eu continuo lendo e quando dá ( e isso agora é muito mas muito raro ) vou lá e comento mas este blogueiro não é de interação e acho que tenho de respeitar isso pois comenta quem quer e ningué, é obrigado a comentar de volta.

    Acho que tem determinados assuntos em que a gente gosta de falar e outros não. Não acho que você escreva mal não. Acho que tudo é uma questão de interesse e ter o que dizer. Por exemplo: Se você resolvesse de uma hora para outra falar somente sobre Futebol eu não ia ler mais nada porque não entendo nada, mas outros leriam e comentariam. Eu tenho um amigo na web o qual estimo muito e antes eu adorava comentar os textos dele sobre política, mas agora não tenho tempo para comentar sobre política na Web e relamente estou numa fase que isso ( política ) não me atrai mais, mas continuo ligada a ele e sempre que acontece algo diferente de política e ele posta sobre vou lá e comento.

    Roderick, nós que não temos o costume de nos mostrar em fotos na web provocamos uma espécie de medo por parte das pessoas que só acreditam em fotos e em gente que mostra a família inteira e até a conta do banco.
    Eu não sei a que blog e quais blogueiros você se refere pois me parece que a maioria do que você lê eu não leio, mas não fique "encucado" com pessoas que não dão retorno. mantenha o foco nas que retornam e aproveite seu tempo para conhecer outros lugares. Sempre vai ter alguém a simpatizar com nossos escritos ou com nosso jeito de ser na Web. Tudo é muito vasto.
    ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, Iza. Frequento alguns blogs que comento, mas eles não comentam no meu, mas pelo menos eles me seguem.rs

      Sou muito pessimista, e isso ajuda a espantar as pessoas. Meu próprio perfil pode afastar outrem. E este blog, para muitos, não passa de um castelo assombrado.rs

      Felizmente, existem pessoas como vc, que navegam por aqui, para minha alegria.

      Muito obrigado, Iza.

      Excluir
  11. ...
    Nem se preocupe se está assustando alguém ou não pois o primeiro princípio da boa convivência na web você cumpre que é o de ser sempre gentil para com as pessoas nos seus blogues e pelo menos nos que eu vejo você interagindo.

    Eu nem perco meu tempo com pessoas que só querem escrever. Se o texto é bom eu leio ( quando dá ) e nem comento. Se não é bom nem perco tempo lendo. Até mesmo porque acho que elas podem ter vários motivos para agirem da forma como estão agindo e nem tudo é o que a nós aparenta ser.

    Eu mesma não tenho mais estrutura psicológica para comentar em textos sobre câncer. Minha estrutura psicológica ruiu e tenho que me reconstruír nesse aspecto e de repente as pessoas podem achar que as abandonei ou que não torço mais por elas e não é nada disso. Eu estou tão, mas tão abalada quanto ao sssunto que não consigo mais falar sobre, mas aqui e do ladinho de cá da tela eu torço muito pelas pessoas que encontrei na web e que passam ou passaram por isso. Neste caso elas até poderão dizer que eu sumi e não quero mais saber delas, mas não é. É a estrutura para isso que ruiu. E muitos podem até achar que é por egoísmo ou soberba da minha part, mas não é. Disse isso somente para exemplificar quando não podemos dar retorno nos blogs que interagem conosco.

    Ah, Roderick. Não se preocupe com o fato das pessoas acharem isso ou aquilo de você. Meu amigo vou te dizer um negócio: Da minha parte vou sempre te dizer o que gosto e o que não gosto de comentar em seus textos... seja aqui ou direto lá no bloguinho quando você comentar.

    Viu, eu também sei fazer testamentos. De tão grande dividi em três folhas (risos) Não consigo aprender a arte da ´síntese.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Sobre a síntese, temos isso em comum.rs

    Adorei seus comentários.

    Apareça com mais frequência, ok?rs

    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Olá! Estou chegando lentamente. Venho passo alguns instantes e saio.
    Às vezes é melhor que não comentem nada. Do que repetir a mesma frase para todos. Frequento blog's que seus proprietários não comentam no meu e isto é de direito. Sei que eles estão por perto e quando sentem necessidades de escrever algo eles expõe seu ponto de vista. Tem blog"s que os comentários ficam aquele debate de assuntos repetidos, são 40 ou mais repetições.
    Quem não gosta de elogios? É bom e todos gostam. Gosto também quando me corrigem. Tenho pouco estudo e todo que vem para me ajuda, vou ser grata.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi Janice. Seus comentários são sempre bem-vindos, gosto deles.
    Repetição faz parte da vida, sou mestre nisso.rs

    Sobre elogios, umas poucas pessoas não gostam, eu penso. Eu gosto, sendo sinceros e merecidos, gosto.

    Tudo de bom pra vc!

    ResponderExcluir
  15. às vezes a pessoa quer só falar, desabafar. ou pode ser que simplesmente não tenha muito tempo. de qualquer maneira, deixe a doidice com quem ela pertence. rs. eu, mad assumida, resolvi não responder mais, aliás, ninguém tem comentado no meu blog. kkk. abraço!

    ResponderExcluir
  16. Tudo bem, sei que cada pessoa é de um jeito. Eu comento em alguns blogs que os proprietários não respondem,e isso não me incomoda, até mesmo , como vc disse, devido a falta de tempo. O que eu acho estranho, acho que não me fiz claro, é eu comentar num determinado blog e o proprietário não dar retorno algum, ou seja, não vem comentar no meu, mas comenta no blog dos outros(e já percebi que essas pessoas comentam em blogs como o meu, que falam sobre comportamento humano)e nem me seguem. Então, é isso que não gosto, acho uma falta de cortesia e até mesmo preconceito.

    No entanto, creio que meus blogs, principalmente este, e meu perfil deve assustar um pouco certas pessoas(se tiver curiosidade, leia no meu outro blog, o do vazio, o post, "O Psicopata"). Talvez pensem que sou criador de caso, e , como eu disse, existem os que não conversam com qualquer um.rs

    E fico p. da vida mesmo, quando faço uma pergunta e não obtenho resposta. Por mais sem tempo que a pessoa esteja, não custa digitar respostas como "sim", "não", "não sei".

    Talvez o motivo de não estarem comentando no seu blog, seja porque vc tem navegado pouco nos outros.rs

    Muito obrigado pelo seu comentário.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. é verdade, não tenho visitado outros blogs. compreendi seu ponto de vista agora. bom fds!

    ResponderExcluir
  18. Só pra vc ter uma ideia, uma conterrânea nossa, em pouco tempo de blog, conseguiu arrebanhar mais de 100 seguidores. Ela comentava em, praticamente todos os posts meus, e participa do mesmo modo em outros blogs, e seus posts faziam muito sucesso-repletos de comentários. Foi só ela parar de postar com frequência e, principalmente, por ter parado de comentar nos blogs alheios, que os comentários nos (poucos) posts que ela posta, sumiram(ela, agora, posta com pouca frequência).

    Bom final de semana pra vc também.

    ResponderExcluir
  19. Oieee!!

    Tudo bem? Depois de alguns dias longe, olha eu aqui de novo!!!

    Então, as pessoas são tão difíceis de serem entendidas, que até tenho preguiça de tentar compreendê-las!

    Já percebi que muitos blogueiros que eu gosto, sigo, comento, enfim, não me dão retorno. Alguns, eu largo mão. Outros, acho o blog tão bom, que permaneço, mesmo não que eu não tenha retorno. Claro que seria mais interessante obter uma reciprocidade, porém se não tenho, não posso obrigar ninguém a nada! Acho a interatividade um bom começo. Mas, nem todos usam-na da forma como gostaríamos!

    Resumindo, se sentir desconfortável naquele blog que não te respondem, exclua, delete, apague...

    Menos um para esperarmos respostas!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oi Suzi. Tudo bem, e vc, como está?

    Quanto mais eu vivo, menos entendo as coisas e as pessoas.

    Já fiz muito o que vc me recomendou.rs

    Grato pelo comentário, e obrigado pelo que vc falou a meu respeito, no seu post penúltimo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Oiiii...

    Sempre falarei muito bem a seu respeito... Mesmo não o conhecendo, tenho um imenso carinho por ti..

    Seus posts são ótimos!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Digo o mesmo a seu respeito, Suzi.

    Te agradeço muito.

    Abraços

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.