A vida seria um erro, se não existisse a música(Nietzsche). A vida é um erro, mas a música atenua este erro(O Caveira)

Isso, abaixo, seria a vida após a morte?

quarta-feira, 20 de julho de 2011

A Minha Lua

A minha lua é morena clara. Tem longos cabelos negros. Mede 1,62 e meio cm.(rs), parece ter havido um engano, não, você é mais alta: 1,64 cm.

A minha lua me ilumina há quase três anos. Tanta coisa eu já disse a respeito dessa lua.
Será que adianta eu dizer mais?

Sei que a maioria dos que frequentam meu blog, não gosta das músicas que posto.
Mas segue mais uma, que novamente revela meu sentimento.

Você sempre foi bem mais que uma amiga, pena não acreditar em mim.

A Minha Lua(Alberto Luiz/Paulo Sérgio)

Não confunda a lua do astronauta com a minha lua
Que a minha tem um outro encanto, não se vê da rua
Quem sofreu um dia, pelo menos, sei que já me
entendeu
Quem chorou na noite de luar jamais se esqueceu
Que havia outro céu dentro do coração
E apesar das estrelas, bem no fundo chovia
Não confunda a lua do astronauta com a minha lua
Que a minha sabe até de pranto, e não se vê da rua
De que serve a lua do astronauta e um céu tão lindo
assim?
Se um temporal desaba forte aqui dentro de mim
Quando você voltar, se você me entender,
Não importa se estiver chovendo a vida inteirinha
Não importa a lua do astronauta se brilhar a minha.


26 comentários:

  1. No geral eu gosto das suas músicas Senhor Verden, me lembram minha infância, seu gosto parece com o do meu pai... Eram tempos melhores, eu era mais inocênte, quero minha inocência de volta senhor Verden. Como faço ein???

    Ah, o senhor perguntou "Será que adianta eu dizer mais?"

    Eu acho que sempre vale dizer mais, falar é bom, lava a alma, fale tudo senhor Verden, e quando não tiver mais o que falar fale mais, seja prolixo... O silêncio é uma forma de opressão, ele envenena a alma e também não resolve o problema!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Pandora.

    Legal q vc gosta. Acho q é só vc e o Fabio Lima, q está sumida, os q gostam das músicas q posto.

    Muito obrigado pelo apoio.

    ResponderExcluir
  3. Nao conheço a musica, mas a letra é bela!

    ResponderExcluir
  4. Camila, essa música é de 1971. A conheço desde essa época. Tenho o vinil. Gosto muito da melodia tb. Acredito q ela letra seja de autoria do Alberto Luiz, q era um compositor bem incomum no meio dos autores bregas. Suas letras eram mais profundas. Alberto Luiz era, sem dúvida, um poeta.

    "A MInha Lua" é uma música bonita e melancólica.

    ResponderExcluir
  5. Admiro a sua persistência!
    Adorei o que a Pandora falou..."O silêncio é uma forma de opressão, ele envenena a alma e também não resolve o problema!!!!" - muito concordo com isso.
    Tô aqui na torcida pelo seu amor!

    ResponderExcluir
  6. ôpa, êpa... ficou meio esquisito... o que eu quero dizer é que fico na torcida que o seu amor pela LL dê certo! :)

    ResponderExcluir
  7. Que injusto! Eu gosto, principalmente das gringas. Conheci muito som interessante através de você.
    A minha lua está no céu, e ilumina-me mesmo quando se encolhe afim de descansar e por-se em silêncio.rsrs

    ResponderExcluir
  8. É, minhas amigas, estou cada vez mais velho, mais piegas.

    Agradeço imensamente o vcs disseram.

    ResponderExcluir
  9. Quando a gente se sente "mais velho e piegas" tá na hora de reformular alguns pensamentos mais leves. Aquele que você assinou embaixo no meu post, por exemplo lol!
    Tô zoando, cada um tem uma maneira de pensar e deve ser respeitada.

    ResponderExcluir
  10. Mas foi brincadeira de minha parte, Cris.rs

    ResponderExcluir
  11. verden meu amigo,fabio lima esta de volta !
    voçe gosta de me fazer chorar,pois sabe o quanto eu amo as cançoes de paulo sergio.
    a minha lua,1971,volume 5,tenho em cd,lindo e
    muito bem vindo.nao importa se estiver chovendo
    a vida inteirinha,nao importa a lua do astronau
    ta se brilhar a minha.por isso e que eu nao me
    canso de ouvir paulo sergio.inesquecivel !

    ResponderExcluir
  12. Fábio, bom voltar a te ver por aqui! Senti sua falta. Tudo bem contigo? Espero q sim.
    Essa música não fez sucesso por aqui, em BH, o q acho não só uma pena, uma injustiça.
    O grande Paulo a cantava no programa do Silvio Santos, Os Galãs cantam e dançam ", no qual ele era a maior atração. Cantava com a alma, com toda sensibilidade q lhe era peculiar. Eu perdi a minha lua, fazer o que? Ela se foi... O arranjo dessa canção é lindo. Não escutamos mais músicas assim. Isso não é brega! Vc deve ter lido o q a Camila falou a respeito da letra, q acredito ser de autoria do Alberto Luiz(pelo menos a maior parte)

    Bom te ver aqui de novo!

    ResponderExcluir
  13. eu era menino,com 10 anos,em 1971,aqui em Recife,e tinha esse compacto com essa cançao e
    do outro lado,o destino desfolhou.
    cara,eu chorava e choro agora,como essa cançao
    me tocava,sua sensibilidade e sua conduçao.
    sabe amigo,tenho saudades do passado,tao belo,
    tantos momentos lindos.paulo sergio tem tudo a
    ver com isso.seja feliz ! fabio lima

    ResponderExcluir
  14. Também, antes de ter o lp, tinha o compacto, cinza, um selo bonito e diferente da caravelle. HOje, tenho o lp, com o mesmo selo.

    Olha, eu me acho um louco, contraditório, ou coisa pior(rs), de achar q "O Destino Desfolhou" e "Não Vou Mais Lhe Escrever" é melhor que "A Minha Lua".
    Músicas assim a gente não escuta mais!
    Pura poesia e melodia!

    ResponderExcluir
  15. por isso,fico triste quando morre um cantor ou
    autor dessa epoca,pois encontrar igual ou proximo,esta dificil.o destino desfolhou,e uma
    bela cançao,porem,concordo contigo,de que a minha lua,e mais tocante,mais bonita,e paulo
    sergio,canta maviosamente.um verdadeiro canario
    belga.fabio lima

    ResponderExcluir
  16. É isso aí, nem mais sei o q dizer sobre essa música. Ela diz tudo, profunda, e até hoje não entendo pq ela não fez sucesso, pelo menos por aqui,em BH, não fez.

    ResponderExcluir
  17. essa musica,eu sempre colocava em minha casa,
    isso em 1971,e nao tinha muita ideia dessa ques
    tao de jovem guarda.mas lembro dos programas
    na record,e que paulo sergio nao fazia parte.
    ele quis participar,negaram e depois o chamaram
    entao ele recusou,dizendo que nao precisava da
    j.guarda.eu chorava,quando a escutava,e havia
    discussoes,entre uma tia minha e minha mae

    ResponderExcluir
  18. pra saber que era melhor,se RC ou PS.sempre gos
    tei mais de paulo sergio.passei anos sem lem
    brar dele,ate que em 2009,na uol,li que havia
    morrido ha 29 anos.começei a comprar CDS dele e pesquisar tudo relacionado a ele.entao,vi o
    quanto ele foi importante,foi quem abriu as por
    tas do musica romantica pos jovem guarda.hoje
    e um idolo para mim,e acho sua voz sensacional

    ResponderExcluir
  19. pois canta com emoçao,do fundo da alma.cheguei a discutir com varios amigos meus,defendendo
    paulo sergio ferrenhamente,porem hoje,me sinto
    mais tranquilo.gosto de varios cantores,porem,
    paulo sergio,para mim e inigualavel.
    sua voz,nao lembra em nada a de RC,e suas cançoes,sao totalmente diferentes.ele,para mim,
    e o melhor do seu tempo.abraços,fabio lima

    ResponderExcluir
  20. Fábio,

    Quando comecei a gostar de suas músicas, eu tinha 13 anos, morava num pequeno prédio, lugar q morei por 4 anos. Meus colegas e/ou vizinhos, da minha faixa etária, e até os mais velhos, me criticavam muito por eu gostar do cantor, q era visto como cafona, o preconceito era enorme, era um saco! Fui perseguido por isso. E veja bem as ironias da vida, quando há três anos atrás, eu estava em duas comunidades do orkut, em homenagem ao cantor, tive um desentendimento com um cara de 19 anos, q se dizia militar. Ele queria q eu fosse expulso da comunidade, alegando q eu era um falso fã(se tiver curiosidade, leia "Desafetos orkutianos(O poderoso). Ora, se eu não fosse fã do cantor, eu postaria tanta letras e músicas dele? Eu faria posts em homenagem a eles? De abril de 2008, baixei mais de 800 discos pela internet, de rock, em especial o progressivo, e o PS foi o único cantor brasileiro o qual eu baixei.

    Está mais q evidente q gosto mais de PS do que o RC, mas acho suas vozes parecidas, sim, e muito.
    E algumas canções antigas de Paulo, parecem com as do Roberto: Ninguém Pode Proibir q eu te Ame se assemelha a Ninguém Vai tirar vc de mim. Não quero saber de vc nunca mais, parece com eu amo demais, eu quero ver vc viver sem mim lembra muito não quero ver vc triste...

    Acompanhei bem aquela época. Era praxe, um cantor q surgia, imitar outro cantor de sucesso. O estúdio, as gravadoras, os empresários , incentivavam o artista a isso. O timbre de voz de PS é parecido com o do RC, não igual. No compacto benzinho e a lagartinha, a voz do cantor é grossa, lembrava a de Roberto, mas nem tanto, aposto q alguém ao perceber a semelhança, incentivou o Paulo a imitar o Roberto, tanto q sua voz nos três primeiros lps, em especial no primeiro, é um tanto diferente da voz de Benzinho. No compacto q vinha junto com o terceiro lp, minha madrinha, sua voz estava bem diferente, uma tonalidade bem bonita até. Não sei se ele já pensava em parar de imitar ou se foi em consequência de uma operação na garganta q dizem ele ter feito.
    E é no quarto lp q sua real voz aparece mesmo. No quinto álbum, sua voz, novamente, estava diferente, ele gritou muito, parecia até estar com problema nas cordas vocais. Á partir do vol. 6, sua voz volta a ser o q era, e seguiu assim.
    Não mais imitava o Roberto, apesar de haver alguma semelhança. Seu repertório, então, não parecia mais com o do Roberto; seu visual tb mudou...

    ResponderExcluir
  21. Outra coisa bem incorreta q cansei de ler na internet: é q Paulo Sérgio sempre fez sucesso(o militar q queria me encarar, disse isso tb) e q se não morresse precocemente, desbancaria Roberto Carlos.

    De Benzinho(1967) a India(1973) era sucesso um atrás do outro, tanto com os lps, como com os compactos. Neste intérim, q eu saiba, só 3 compactos não fizeram sucesso: 1) Logo Agora e Não Preciso mais de Vc. Nunca vi esse compacto nas lojas. Nunca escutei a segunda música no rádio,e a primeira só escutei uma vez, creio q pelos arranjos, pela voz de Paulo e por uma delas ser assinada por Eustáquio Sena, o compacto é de 1969. 2) Me Ajude a Morrer e Minha Vida Só Pertence a Mim(1971). Tive o compacto. A segunda chegou a tocar bem, na emissora de maior audiência, aqui de BH, mas só tocou quando ela saiu no quinto lp. 3) A música Fantasmas do Passado é um mistério, pois eu nunca vi o compacto nas lojas, e nem tenho idéia qual seria o lado b.

    Depois do estouro de India, o vol. 7 não fez sucesso por aqui. Na época, o Chacrinha tinha uma coluna, num jornal daqui, de BH, ele falou q tinha recebido muitas cartas, reclamando da ausência de PS, no seu programa. Chacrinha respondeu q o cantor não estava fazendo sucesso musical, e pedindo um cachê muito alto, e ainda ironizou, dizendo q por não estar fazendo sucesso, Paulo teria é q pagar pra aparecer em seu programa.

    No vol.8 as coisas melhoraram, Minhas qualidades meus defeitos, só voce e não quero você tocaram no rádio, mas não tanto como as suas músicas antigas.

    No vol. 9, Terra Prometida, quase decolou... pararam de tocá-la bem rápido. A que tocou mais e fez um relativo sucesso, foi Eu Te amo tanto tanto. Acredite se quiser, Quero Ver vc feliz, não fez sucesso por aqui. Nossa emissora, campeão de audiência, só a tocou, depois de sua morte.

    No vol. 10, O grande senhor, não aconteceu em BH, mas a ótima amor tem que ser amor, fez sucesso.

    As coisas melhoraram bem no vol.11, eu te amo te venero estourou nas paradas, voce pode me perder, meu desejo e como me arrependo tocaram bem tb. O disco fez sucesso.

    No ano seguinte, o homem não grava, fato q penso q ajudou mais ainda a ser esquecido. E o vol. 12, infelizmente, não fez sucesso algum.

    Pensei q depois de sua morte, o vol.13 faria sucesso, o q não aconteceu. O disco não foi prestigiado pelas nossas emissoras. Uma pena! Uma injustiça!
    Mas não acredito em boicote, pois seus sucessos antigos tocavam muito nas emissoras de Belo Horizonte.

    Bem, creio q ele jamais voltaria a fazer o sucesso q fez no começo de carreira. E isso não foi só com ele não, Wanderley Cardoso, Jerry Adriani, Antonio Marcos, já nessa época, não faziam o mesmo sucesso. Jerry foi meio rescussitado há pouco tempo. Enfim, Roberto Carlos foi um dos poucos q ficou. Gostando ou não dele, ele q ficou no trono.

    Existe tb sucessos regionais e os nacionais. Suspeito q PS sempre fez mais sucesso no nordeste q no sudeste.

    Abraços, Fábio. Espero q me compreenda.

    ResponderExcluir
  22. se vc entrou no post que eu te indiquei,vera q
    ouve perseguiçao a PS.o por que eu nao sei,mas
    a gente percebe que a qualidade de algumas can
    çoes declinou,dizem que muitos foram ameaçados
    se dessem musicas,ou se tocassem suas cançoes.
    ele foi sim uma grande ameaça ao reinado de RC
    vc sabe muito,eu te entendo,parabens F.lima

    ResponderExcluir
  23. Prezado Fábio,

    Acompanhe meu raciocínio, mas se vc não concordar, por favor, diga. Não quero dar uma de dono da verdade, de sabichão, nada disso. Bem, li o site q vc me indicou. Achei q o autor do texto exagerou e deu até algumas informações erradas, como a de dizer que a Última Canção é de autoria do Paulo Sérgio.

    Claro que há concorrência, ganância, inveja. Não te falei q , segundo o músico Lafaiete, Roberto Carlos ficou preocupado e puto com o aparecimento de PS, mas que ficou mais preocupado ainda foi com o Ronnie Von? Algumas pessoas, incluindo até sua esposa Raquel, se não me falha a memória, acusam a mídia e/ou os poderosos envolvidos com o Roberto, de inventarem q Paulo imitava o "Rei", isso pra derrubar o Paulo. Ora, me desculpe, mas havia semelhança na voz dos dois. Por que não disseram isso a respeito do Ronnie Von? Simplesmente, pq a voz do "pequeno principe" não parece nem um pouco com a voz do "rei". Mas, antes de eu conhecer o PS-creio até q ele ainda não havia aparecido no meio musical- acompanhei a rivalidade de Roberto Carlos e Ronnie Von. Ambos tinham um programa, em emissoras diferentes. O público do RC cantava< "ei ei ei, Roberto é meu rei", o de Ronnie Von cantava "bi bi fon fon fon, nosso rei é o Ronnie Von". Ronni, há poucos anos atrás, disse q quis ser amigo de RC, q nunca quis conversar com ele.
    É possível q RC e sua turma quiseram derrubar PS, mas não conseguiram. E Paulo diz isso, o lance de quererem derrubá-lo, na música Não Importa o q os outros falam": "disseram até q eu não ia ficar... quiseram mudar o meu jeito, mas eu tive peito pra continuar".

    Repito: de 1967 a 1973 foi sucesso um atrás do outro. O compacto India fez muito sucesso em 1973. Essa música foi um dos maiores sucessos do cantor. Pra vc ter um idéia, o prédio , em que morei de 1969 a 1973, ficava a dois quarteirões de uma favela. Um de seus moradores, na verdade, um mendido, que usava terno(rs), era preto e alto, tinha o apelido de Roberto Carlos. Ele tinha problema psicológico e cantava, na rua, bem alto, música de vários cantores, sucessos, e única música do PS q eu o ouvi cantar foi India.
    Nesta época, o cantor já não era mais perseguido pela imprensa. India foi muito bem aceita, e ele cantou-a bastante nos programas de TV, incluindo até no Moacir Franco. Praticamente, ninguém mais o chamava de imitador de Roberto Carlos. Ele era chamado era de cafona, pois ter cabelos muito curtos, naquela época, era quase um crime(rs), e tb era super cafona gravar guarânias ou boleros.
    Veja bem, o vol.5 custou a emplacar. Enquanto o vol.4 fez muito sucesso, ouvi 9 músicas do disco na emissora Atalaia, a campeã de audiência, já o vol . 5, só ouvi 3: o super sucesso Eo destinho desfolhou, minha vida só pertence a mim e não vou mais lhe escrever. As emissoras tocaram menos o vol 5, não por boicote, e sim, por ele ser bem mais fraco do q os discos anteriores. Eu gosto do disco, mas mesmo alguns fãs do PS, não gostam dele, criticando arranjos e mesmo a voz do cantor. O vol 6 já foi mais bem recebido, 7 músicas foram bem tocadas na Atalaia. É um álbum bem melhor que o quinto.
    O que não consigo entender até hoje, é o motivo do vol. 7 não ter feito sucesso algum, pois ele não é um disco fraco, e haviam muitas músicas q poderiam ter feito sucesso. Se houvesse boicote, seus discos posteriores, não teria tocado nas emissoras. A meu ver, o vol.12 não fez sucesso, pelo fato do cantor ter ficado um ano sem gravar, e por já ser considerado superado. Novos valores musicais vão sempre surgindo, e se o músico não se cuidar, ele cai, é esquecido. Com as atenções voltadas para novos astros, os compositores dão preferência a esses, deixando de lado os que estão desgastados. Repito: se houvesse mesmo um boicote, as emissoras parariam de tocar as músicas antigas do PS, isso não ocorreu.

    Também não acredito q os compositores foram ameaçados.

    ResponderExcluir
  24. Também não acredito q os compositores foram ameaçados. Nos dois primeiros lps-os q mais fizeram sucesso em sua carreira- os compositores q mais se destacaram foram: Carlos Roberto, Neneo, Sidney Quintela e Elizabeth. Com a Elizabeth, o cantor se desentendeu. A Martinha, que compunha para outros cantores, compôs pelo amor de deus- os dois namoravam na ocasião.
    Carlos Roberto e Sidney Quintela continuaram, até seus últimos discos, a compor para o cantor. Neneo apareceu no vol. 10. Eustáquio Sena, q tb compunha para outros cantores, foi parceiro de Paulo em seis canções, alem de assinar junto com Tony Damito, a faixa Logo Agora. Isso foi em 1969, mas os dois se desentenderam, brigaram de soco. Maurileno em 1969 e 1970 foi um grande parceiro de PS, mas sumiu do mapa. Ele foi seu secretário, se tornou depois , advogado. Suspeito q os dois se desentenderam.
    Alberto Luiz foi mais q um compositor, era um grande poeta,compôs Oração de Um jovem Triste(Antonio Marcos), Balada numero 7(Moacir franco). Em 1970, suas duas composições, Você não presta e fujo de mim, fazem sucesso no vol.4. No ano seguinte torna-se parceiro de Paulo. Compuseram juntos, q eu saiba cinco canções, sendo q nenhuma delas fizeram sucesso. A parceria termina no mesmo ano, 1971. Mas Alberto Luiz volta no vol 7, com a Fera de Olhos Mansos(de parceria com Moacir franco) e De coração a coração.
    À partir do vol. 8, Paulo e Carlos Roberto se tornam parceiros, compõe a maioria das canções do cantor, a partir de então. No entanto, no vol.10, a dupla pouco aparece nas composições, outros compositores estão presentes No vol. 13, a parceria é desfeita, assim como no vol.14, mas Carlos Roberto continua a compor para o cantor. E nesses albuns escutamos novos compositores, muito talentosos por sinal. Adquira esses dois álbuns, Fábio , q vc vai ver.

    Tudo de bom pra vc!
    Grato pelos comentários.
    E apareça sempre!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.