A vida seria um erro, se não existisse a música(Nietzsche). A vida é um erro, mas a música atenua este erro(O Caveira)

Isso, abaixo, seria a vida após a morte?

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Ainda o Ciume, Ainda o Amor, Ainda a Dor(continuação)


 "Seu problema é sexual"

Obs.: Inclui mais um parágrafo, depois do sexto.

  Em 1994, namorei uma mulher. Foi o namoro mais rápido que tive, um mês e pouco(rs). Não me apaixonei por ela.

Nunca tive ciumes com ficantes.

A Magia, O Encantamento da LL:

Me perdoem por estar sendo repetitivo. Sei que pra uns é loucura, até mesmo idiotice, mas  a maior paixão da minha vida foi uma paixão virtual, a primeira e única paixão virtual.
Uma paixão tão forte, tão arrebatadora, geraria muito ciume, ainda mais que é no âmbito virtual. Nunca sofri tanto por ciume em minha existência!

Pra quem não sabe, quando a LL tinha orkut, lugar o qual a conheci, cheguei a um ponto de não tê-la no meu rol de amigos, pra evitar ver mensagens masculinas em sua página de recados.
Agora sofro com o seu blog...

Pra mim, quem cria um blog, se torna uma espécie de celebridade, um artista, sendo que alguns mostram mesmo seus talentos. E uma pessoa cheia de predicados, certamente chama muita atenção. Se for um fake, um fake talentoso, desperta mais ainda a curiosidade nas pessoas. Já falei que eu não gostaria de casar com uma atriz;um dos motivos é por causa da sua exposição.
Falando franco, e vocês vão achar que é ignorância ou loucura da minha parte, todos os contatos virtuais masculinos da minha amada, me incomodam, mesmo os mais discretos e simpáticos(vale lembrar, que é raro eu achar simpático um contato da LL-rs).

No meu ponto de vista, os contatos virtuais da mulher que eu amo, são como se , vamos imaginar, que sempre que vou na casa da minha namorada, encontro sempre aquele amigo, ou outros, sempre presentes. Ou  quando saímos, sempre nos deparamos com um de seus amigos, a cumprimentá-la, com aquele semblante, ou, simplesmente, um aceno de mão suspeito, que nos irrita. Ou que ao namorarmos em minha casa, ou em locais como um bar, por exemplo, meu melhor amigo está sempre perto, a prosear com a minha amada.  Situações assim, não dão pra mim!

Reitero que as soluções para um casal que se ama, que tem um grau parecido de ciume, e quer ficar junto, seriam:  ou não interagir em blogs, orkuts, facebook e afins, ou não olharem páginas de recados, comentários... do outro, só com uma dessas opções , é que o amor pode vingar...

Não acredito muito nas teorias psiquícas, em algumas apenas. O grande mérito de Freud foi descobrir o inconsciente.  A maior utilidade de um profissional da psique, pra mim, é o alívio que nos trás em desabafar.
Não tenho grana e muito menos paciência de fazer mais análise. E mesmo se fizesse, creio que meu caso, no tocante ao ciume, é incurável. Sou um caso perdido! rs

A LL mexeu comigo, como nenhuma outra pessoa mexeu. Separei e voltei com a minha ex-esposa por mais de 5 vezes. Nunca senti falta dela. O conceito que tenho dela é o pior possível. Acho-a uma estranha, que cruzou meu caminho, mais nenhuma afinidade, nem respeito, nada. Mas gostei muito da sua numerosa família, a família mas legal que conheci. Nestas nossas voltas, ainda havia sexo e carinho, carinho na base de beijos e carícia, sem carinho verbal(acho importantíssimo carinho verbal). Romantismo só houve na época do (curto) namoro.

A terceira namorada, que me excluiu devido meu ciume, senti falta dela por pouquíssimo tempo. Esqueci rapidamente dela. Era uma boa pessoa, mas nunca mais conversamos depois do final do namoro. A vi poucas vezes depois do fim de tudo. E assim foi com outras, incluindo as ficantes. E assim foi com os amigos. Dos meus parentes, da minha família, só sinto saudades da minha mãe.
Mas a LL me marcou tanto que sinto sua falta.
E creio que lamentarei o resto da vida por não tê-la conhecido pessoalmente, e mais ainda por termos nos desentendido tanto. Eu ela, duas pessoas que dizem que se gostam, mas não se entendem.
E tudo começou com uma bela amizade... E , na verdade, não consegui  vê-la só como uma amiga, ela sempre me foi bem especial, bem mais que uma simples e/ou uma melhor amiga.


Me desculpem se falo muito nisso.
Abraços a todos!

9 comentários:

  1. Não vou nem dar minha opinião, para não meter meu bedelho, mas gostei muito do estilo da LL, especialmente pq ela entendeu muito bem minha situação de ciumes e acho que ela fala minha lingua.

    Enfim, não dá para pegar nosso ente querido e tirar do mundo, criar um bolha onde nós possamos viver juntos sem interferencia externa, resta aos que se amam aprender a conviver em sociedade da melhor maneira... O ciúme é um inimigo que pode ser vencido com vontade, eu acho, não estou certa disso!

    ResponderExcluir
  2. Vc disse q não ia dar sua opinião, Pandora, mas acabou dando(rs). E pode opinar, discordar à vontade.

    Já q vc citou a LL, sou obrigado a me defender. E vc foi a segunda blogueira q a defende.

    Vc disse q ela entendeu o seu ciume; deves estar falando do seu caso com seu ex-namorado, não é?
    Vc leu na íntegra o comentário dela?
    Pandora, a LL é tão ou mais ciumenta do q eu. Ela falou dos meus galanteios, das homenagens q faço para as mulheres no mundo virtual, não foi isso?
    Cara Pandora, quase não interajo por e-mails. Quando eu falava no msn, praticamente só conversava com a LL. Hoje, converso no google talk, e só converso com ela. Não tenho mais orkut, nem facebook; nunca fui num chat. Enfim, interajo mesmo só na blogosfera. E vc já me viu eu galanteando na blogosfera? Pra LL, este blog não passa de um harem. Ela chegou ao cúmulo de dizer q não gosto de amizades masculinos, só quero as femininas. Ela não gosta q as blogueiras me chamem de 'querido' e se despeçam com 'beijos', e não gosta q eu me comporte da mesma maneira com elas. Ela não gosta do seu "cheros". Ela não gosta q eu fale com as blogueiras: "vc é mais q bem-vinda", ela não gosta quando eu digo com a blogueira, q senti sua falta, quando alguma delas somem por um tempo.

    Há quase um ano, fiz uma homenagem para as Lua Nova e *Lua*, no post, "Noite Cheia de Estrelas". As duas haviam acabado de ingressar no meu blog, sempre me prestigiando e me dando forças, pq eu e a LL havíamos terminado tudo, e eu estava muito magoado com ela. Eu estava só, e fiz a homenagem sem maldade alguma,sem qualquer interesse, e a LL até hoje me joga na cara isso, acha q fiz com segundas intenções.

    Ela acha tb q algumas frequentadoras do blog dão de cima de mim. Um absurdo!!

    Não estou falando q a LL é uma má pessoa, nada disso, mas q é tão ou mais ciumenta e desconfiada do q eu, isto é!

    ResponderExcluir
  3. Outra coisa, Pandora: a LL, no tal comentário, diz q eu peço o e-mail das mulheres. Ela disse aquilo, devido a meu post, "Um Ano de Blog", no qual eu brincando falo q me mandem um e-mail, me presenteando pelo aniversário do blog. Pra começar, não pedi às mulheres q me mandassem presentes, o "pedido" foi geral. Sei e todos q observam sabem, q maioria dos frequentadores/opinantes é do sexo feminino, o q é comum na blogosfera, menos no blog da LL, cujo grande maioria é de homens a comentar, então minha brincadeira não foi dirigida apenas a um sexo. E ninguém me mandou e-mail me parabenizando. E claro q eu não esperava isso, até mesmo pq a maioria dos q frequentam aqui, não sabem meu e-mail.

    O post, "Um Homem Mau" foi criado em homenagem às LL e Ana Pe, dedico ele a vc tb, Pandora. rs

    ResponderExcluir
  4. Roderick,

    CANTA PRA SUBIR!!!!!
    Isso aqui tá ficando muito chato!

    ResponderExcluir
  5. Mas, Ana, eu sou um chato! Quer coisa mais chata q uma pessoa prolixa? rs

    Gostou da homenagem? rs

    ResponderExcluir
  6. Senhor Verden, não tenho nem o que dizer, e me calo!!!

    No mais, sem cheros!

    ResponderExcluir
  7. Sinto muito, Pandora.

    Espero q não deixe de vir aqui, de comentar, por causa disso.

    ResponderExcluir
  8. A vida virtual chegou pra ficar, pode arruinar ou nao um relacionamento. Por isso, acho que o casal que quer continuar junto, tem que conversar e chegar num senso comum de como agirem e se comportarem na vida virtual, principalmente se ambos sao ciumentos. É complicado, mas acho que com boa vontade se chega lá.
    Se o amor existe mesmo, tudo o mais será superado. É assim que eu penso.

    boa semana!

    ResponderExcluir
  9. Concordo contigo, Cris, mas vc falou uma palavrinha q tem muito a ver: "complicado".

    Muito obrigado!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.