A vida seria um erro, se não existisse a música(Nietzsche). A vida é um erro, mas a música atenua este erro(O Caveira)

Isso, abaixo, seria a vida após a morte?

domingo, 24 de outubro de 2010

It's So Hard

                                                             Um louco contestador
                                                         Desânimo
                                                         Com isso, eu animo


John Lennon foi um daqueles loucos que deu certo.  Teve fama e dinheiro.  Foi admirado por milhares de fãs no mundo inteiro. Foi o Beatle mais carismático, o mais contestador, inquieto, não só um gênio, genioso também.  Na adolescência, eu não queria me parecer apenas com o ator Christopher Lee, queria ser igual a John Lennon também. Acompanhei bem sua carreira solo, logo após o fim dos Beatles. E ele era o Beatle que eu mais gostava.  Sou voz é única no mundo musical; nem mesmo seu filho, Julian, conseguiu ter um timbre bem semelhante.
Teve uma infância triste.  A amargura da letra e igualmente da melodia de "Mother" é uma coisa impressionante. John, aos berros, pede que sua mãe não vá e que seu pai volte pra casa. No entanto, o genioso genial diria, num show, bem ao seu estilo provocador, que não escreveu a música exclusivamente pensando em si próprio, e sim em todas as pessoas; traduzindo: a mãe(e o pai) cantada pelo John Lennon era a mãe que todos nós tivemos.

Interessante que quando houve um hiato em sua carreira, o também saudoso George Harrison, numa entrevista, disse que Lennon estava bem, vivendo tranquilo com sua amada Yoko e criando seu filho: "John cansou de ser uma muleta para a fraqueza alheia". O mesmo George Harrison que falou que Lennon gostava de 'derrubar' os outros, mas que ele dava o troco em suas provocações.

Apesar de sua importância, John Lennon dizia que não gostava de ser levado a sério. Achava incomodo ser artista: 'eu preferiria ser um pescador'.  Era o mais politizado dos Beatles.  Ao mesmo tempo que contestava, agredia, pregava a paz. Foi perseguido pelo F.B.I..

Totalmente dependente do amor de Yoko. Quando se separaram, por volta de 1973, o Beatle ficou bem down. Podíamos sentir isso em sua músicas, na época, claro.
Antes de ser morto estupidamente, aos 40 anos, estava retomando sua carreira. Mas, a meu ver, ele já não tinha o mesmo 'gás'. Se tornou um extremoso chefe de família.  Não era mais um contestador, deixou de ser um provocador. No entanto, não duvido, caso ainda estivesse vivo, que poderia voltar a ser o antigo John Lennon, o 'cabeça', o insatisfeito, chorão...

A música que segue abaixo é bem realista. Revela que esse Deus da música pop, como todo homem comum, sente a dureza da vida, que costuma ficar desanimado, cansado, sentindo o peso da responsabilidade que é viver.

Muitos e muitos o levaram a sério, Sr. John Lennon, mesmo o psicopata que te deu os tiros; e ele o levou tão a sério, que tirou sua vida, e ,ao mesmo tempo, acabou com a dele.


Send "It's so Hard" Ringtone to your Cell
Live In New York City



John Lennon It's so Hard Lyrics:
You got to live,
You got to love,
You got to be somebody,
You got to shove,
But it's hard,
It's really hard,
Some times I feel
like going down,
You go to eat,
You got to drink,
You got to feel something,
You got to worry,
It's so hard,
[ Find more Lyrics on http://mp3lyrics.org/flG ]
It's really hard,
Some times I feel
like going down,
But when it's good,
It's oh so good,
And when I hold you
in myarms baby,
Some times I feel
like going down,
You got to run,
You got tohide,
You got to keep your
woman satisfied,
But it's so hard,
It's really hard,
Some times I feel
like going dow



http://www.youtube.com/watch?v=h_VwT6QEqws

4 comentários:

  1. É, meu caro, já dizia John Lennon - "It´s so hard" - a vida pode tornar-se sim algo bem duro de se viver, como ele próprio a conduziu, de maneira sincera e desprovida de acasos e amarguras, pôde sentir o desdém das pessoas, justamente por ter sido uma figura ímpar, em seu tempo!

    Ele poderia ter sido sim um pescador e ainda assim, indagaria aquele frio e infértil dia de pesca: "Peixes, por que estão tão apáticos?" - Um gênio, eu diria, mesmo eu não ter acompanhado a doce saga deste Beatle, tão somente posso ver através de suas letras e todo o movimento o qual gerou naquela geração, o quanto uma "andorinha pode sim fazer verão"...Ele não somente ajudou a construir toda uma história humanisticamente notória, como também postou nos corações, principalmente dos fãs, uma maneira totalmente diferente de ser e se viver!

    Mesmo tendo retornado de maneira "diferente", certamente que o seu coração e alma ainda eram o mesmo, aquele mesmo Beatle, a mesma fagulha do fogo o qual foi apagado por seu algoz, a mesma faca de dois gumes; onde o ser e o estar, poder-se-íam contribuir por toda uma geração!

    Posts sempre muito convidativos à discussões sábias e relfexivas!

    Abraços fraternais

    ResponderExcluir
  2. E como sempre, meu caro Anjo, muito pertinente seu comentário. Gostei em em especial do questionamento de John na pescaria. Mas, não duvido tb dele, de repente, largar o anzol, dizendo: 'não tenho o direito de pescá-los, q vcs vivam!'(eu sou meio assim-rs).

    Muito obrigado, Anjo

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. rsrs
    Lennon realmente era uma icógnita, e isso fez dele um grandioso gênio atemporal!!

    Ahh...quanto à resposta sobre o meu conto - "COMA" - também queria ter esse merecimento em se morrer dormindo...creio que não há merecimento maior do que este, né? É uma boa reflexão sobre a vida!

    Grande abraço meu amigo!

    ResponderExcluir
  4. Grato pelo comentário, Anjo.

    Abração.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão respondidos.